29 de ago de 2007

Essencial


Todo dia é tempo
Todo samba é música
Todo choro, dói
Todo coro, cura

Toda calma, cansa
Toda agitação é muda
Toda flor, cheira
Toda noite, assusta

Tudo o que é seu, é meu
Tudo o que é meu, venere
Tudo o que é inútil, cancele
O que é essencial...
Espere!

Tainã Alcântara

"Como uma chama na selva
O sol na cama da relva
A tua bôca e a lua
A minha bôca e a tua
Vão deixando pela rua...
Palavras e silêncios
Que jamais se encontrarão"

Zeca Baleiro

23 de ago de 2007

Pensamentos Secretos


Pra começar, o primeiro encontro ideal é o de mãos. Aquele em que o simples toque leve se faz reconhecer quimicamente e pensamentos secretos, desejos contidos são revelados sem a formulação de qualquer palavra. No primeiro encontro de mãos nada mais parece ter importância, só o calor passado de uma pra outra, a textura, a temperatura. Cada dedo parece estar repleto de carga elétrica capaz de arrepiar até os céticos. As mãos demonstram o que as palavras não conseguem e contrário aos olhos não exprimem um amor platônico, mas um sentimento possível. Talvez eu esteja demasiada impressionada por esse momento de solidão maior do que não estar acompanhada pelo qual eu estou passando, ou dando importância demais a coisas triviais do dia-a-dia... A verdade é que um toque, da pessoa certa, a gente não esquece.


Tainã Alcântara

13 de ago de 2007

Porta Entreaberta

Fim de caso


Nós não somos culpados, não existem culpados.

Se houver que sejam os outros.

Crio histórias, fecho os olhos e as concretizo,

Você está bonita, bem vestida, exibida.

Não fala comigo... Seu sorriso é lindo, compartilhe comigo.

Porque me deixou ir? Insiste um pouco mais...

Nunca mais vou te deixar.

Melquisedeck Mendes

Fim de caso - Resposta

Se não existe culpa, não (me) condene.

Não existe motivo para isso

Muito menos aos outros, essa história é nossa

Já compartilhamos muitas coisas juntos

Mas esse sorriso que vê agora, não pertence a ti, ou teu mundo

Não te deixei ir! Você simplesmente foi

E ainda hoje é incapaz de ver o tanto que fiz pra ficar contigo

Nunca mais vou chorar, não por isso

Aprendi a ser feliz longe de você, sozinha.

Tainã Alcântara


Agora as Explicações:

Não tenho um caso com Melqui, nunca tive e isso não é uma declaração de nada. Ele fez um texto, eu gostei e respondi! Os textos são nossos mas os eu-líricos não somos nós. Entendam isso como uma relação literária.

Tainã

7 de ago de 2007

Perfume





Assim como um bom perfume
Sou composta de três notas

Essências fundamentais


A mais alta, a de saída

Encanta ou enlouquece
E se deixa ser sentida
Logo após ser colocado o perfume

É por esta nota
Que julgam me conhecer
Aqueles que nada sabem de perfumes
Aqueles que nada sabem de mim

O corpo, meu corpo

É a segunda essência
Longa... extensa

Minha


É o que identifica um perfume

E que dura a maior parte do dia

A maior parte da vida
E a maioria das pessoas conhecem
No perfume e em mim


A última essência é conhecida como a nota de fundo
É o que permanece misturado
Ao cheiro da pele da pessoa que usa
No final do dia

É como sou antes de dormir

E na hora de acordar
Essencial, pura, crua
A mais penetrante das notas

Eu

Apenas um cheiro
Transmissor de sensações
Um sentido
O mais humano deles

Essências



Tainã Alcântara