13 de abr de 2011

Tudo o que há de Previsível [2]


Sem mais... só que não era previsivel!
Ou era pra aqueles que tinham um olhar mais apurado
um olhar com menos cores, menos rosas e amarelos
Mas nessa surpresa não há nada delicioso, ou doce, ou  azedo
Só o amargo de uma uva podre, mergulhada num tedioso azul!


Tainã Alcântara

Nenhum comentário: