24 de mar de 2010

Principio e Fim

Eu queria conversar
Dizer que terminou
Porém te abandonar
se faz grande parte de minha vida?

Pensei em te largar, confesso
Em deixar tudo pra trás
e simplesmente esquecer que existiu
Mas não consigo me desfazer do que é para mim

Talvez a minha verdadeira Essência
Por isso farei um esforço,
(não o primeiro, nem o último)
em te manter vivo
Em nos manter juntos

Tainã Alcântara

e assim vou tentar escrever mais nesse blogzinho que quase morreu hoje!

7 comentários:

Túlio disse...

O bom da internet ( mais especificamente, do Google ) é justamente poder deixar tudo por aqui, sem custos, sem pesos...

Se a essência das suas essências não tá lá muito digital nem poética, deixa aqui quieto. Depois o próprio tempo vai te chamar de volta a escrever =)

Pelo menos é assim comigo!

bjo, tai =)

Elen disse...

Não deixa o essências morrer, não deixa o essências acabar... Huahuehu Foi a primeira coisa que veio a minha mente. Adoro teu blog, é a parte poética do teu ser. Continua com ele, mesmo que daqui em diante só post a cada 365 dias, a cada postagem a sua poesia vai continuar sendo o que é, A sua essência, e que é muito boa de sentir. Cheru fiota.

Mosaicista disse...

pois pois...

Lara Rafael disse...

No mar de reviravoltas a água sempre cai na areia, na terra firme. As águas não tocam todas as vezes a areia, mas ela (a areia está sempre lá)... o que fazemos nessas ferramentas de blog's, fotolog's e afins são marcas nossas, que revira-e-volta, buscamos a areia, q é a nossa marca, nossa história também! Que bom que continuas aqui! ;)

Versos Perdidos disse...

Essa essência não nos abandona, nunca, me identifico mto com essa obra. =**

Diego fm disse...

Caramba.. muito bom !!

caduco disse...

que bom vc ter mantido este (en)canto. beijo!