9 de abr de 2009

O que for de Gatos


As vezes me vejo infantil demais
empolgada demais
enganada demais

As vezes me sinto fria demais
calculista demais
previsível demais

As vezes me ouço musical demais
letrista demais
entendida demais

As vezes me cheiro doce demais
boba demais
almíscar demais

As vezes me provo consciente demais
apaixonada demais
chocólatra demais

Nunca sou abandonada
Algo de bom tem que haver
ou um pouco mais

Podem dizer o que for de gatos
O meu não me deixa
sozinha, nunca mais.


Tainã Alcãntara

Nenhum comentário: