1 de jun de 2008

Reflexo

Picasso

Em cada um, sou uma
diferente
dependendo da luz
da vista
da mágica
do lápis
do baton
do cabelo
revelando-me
retocando-me
Em nenhum deles me reconheço
Só me surpreendo
Bonita.

Tainã Alcântara

A Mais Bonita
Chico Buarque

Não, solidão, hoje não quero me retocar
Nesse salão de tristeza onde as outras penteiam mágoas
Deixo que as águas invadam meu rosto
Gosto de me ver chorar
Finjo que estão me vendo
Eu preciso me mostrar

Bonita
Pra que os olhos do meu bem
Não olhem mais ninguém
Quando eu me revelar
Da forma mais bonita
Pra saber como levar todos
Os desejos que ele tem
Ao me ver passar
Bonita
Hoje eu arrasei
Na casa de espelhos
Espalho os meus rostos
E finjo que finjo que finjo
Que não sei

2 comentários:

Carol Sá disse...

HUmmmmmmm e o tempo que essa criatura leva pra passar esse lapis, e esse batom, e arrumar o cabelos? uma eternidade, e graça eh qdo termina e ela acha que ficou ruim, ai apaga tudo T-U-D-O e começa de novo...uhauhauhua
mas sempre fica LINDAAAAA BB!!!uhauha

p.s: Naum gosto de Picasso (no bom sentido!rs), mas esse quadro não eh de todo mal.rsrs
bj

.tytto. disse...

Você pode ter razão..
Tenho que concordar quando diz em meu blog que todos sofrem por amor e sabem que só será feliz com ele. Mas acho que é dificil amar tendo a certeza que muitas vezes irá sofrer, talvez por isso as pessoas se rendam ao prazer momentaneo do sexo, para não criar a ilusão de um amor perfeito e depois se verem sozinhas. Não talvez eu veja desse nodo pq ja sofri muito mas o amor é um sentimento que não se deve pensar em suas consequencias, mas sim se entregar.