8 de fev de 2008

Poemeto do (des)amor - Imitando Jairo Sá




"...entregou-se de corpo e alma e foi feliz"

Meu bem,
Só os idotas acreditam em tal
Àquele que realmente se aventura
Chamam-no amaDOR
Porque amar, dói.

Tainã Alcântara

5 comentários:

Thiale disse...

feliz plágio!!!
rrsrsrsrsrsrrsrs
Brincadeiras a parte, ta lindo!

Carol Sá disse...

ÉÉÉhhhhhh esse ficoou de fuderrrr!!!!!!!!!!!!!!
adorei!

Caio Tiago disse...

Há um tempão não visito teu blog...

Muitos bons textos, Tai.

Continue assim.

=***

Adriano Honorato disse...

Tocante

eu sou um
Amador
sem maiúsculas e sem negrito!

Tainã Alcântara disse...

eu tbm sou!!! ^^