13 de ago de 2007

Porta Entreaberta

Fim de caso


Nós não somos culpados, não existem culpados.

Se houver que sejam os outros.

Crio histórias, fecho os olhos e as concretizo,

Você está bonita, bem vestida, exibida.

Não fala comigo... Seu sorriso é lindo, compartilhe comigo.

Porque me deixou ir? Insiste um pouco mais...

Nunca mais vou te deixar.

Melquisedeck Mendes

Fim de caso - Resposta

Se não existe culpa, não (me) condene.

Não existe motivo para isso

Muito menos aos outros, essa história é nossa

Já compartilhamos muitas coisas juntos

Mas esse sorriso que vê agora, não pertence a ti, ou teu mundo

Não te deixei ir! Você simplesmente foi

E ainda hoje é incapaz de ver o tanto que fiz pra ficar contigo

Nunca mais vou chorar, não por isso

Aprendi a ser feliz longe de você, sozinha.

Tainã Alcântara


Agora as Explicações:

Não tenho um caso com Melqui, nunca tive e isso não é uma declaração de nada. Ele fez um texto, eu gostei e respondi! Os textos são nossos mas os eu-líricos não somos nós. Entendam isso como uma relação literária.

Tainã

7 comentários:

Carol disse...

hauhauhahuhuauhauahuahhah. Certo adorei o conjunto! :D Melkinhu naum leve como critica mas isso "Você está bonita, bem vestida, exibida." e isso "Porque me deixou ir? Insiste um pouco mais..." ficou brega!rsrs mas nada que estrague o texto pelo contrário gostei bastante! Gostei da resposta Tai... até porque fica bem claro que o eu-lírico de "fim de caso - resposta" ainda tem uma quedinha pelo vagabundo do "fim de caso" que foi embora!rs Eh tipico de homem semprer querer colocar a culpa na mulher até mesmo qdo eh bem claro que a culpa é deles... Imagino que eles ficam achando que se transferir essa culpa conseguiram dormir em paz a noite, e pelo que ocnheço dos homens essa tática da muito certo!rsrs adorei gente.
bjus

timaum disse...

"relação literária"?
nunca acreditei nisto, e não será hoje que vou acreditar!
:P

mas, a resposta me encantou!
és divina na arte de escrever!

:*

Thiale disse...

Ta lindo d+

Adolfo disse...

e como Rubem Alves diz:

"Não somos donos de nossos sentimentos, mas somos donos de nossos atos.
Não somos culpados pelo que sentimos, mas somos culpados pelo que fazemos..."

timaum disse...

ah, acabei de ver teu comentário no outro post que eu fiz no blog... sobre amigos e talz...
sobre eu fazer falta em tua vida...






(...)
(...)
não faz idéia do quanto é especial para mim...

acho que nem sequer sonha nisto...
mas, deixa quieto!
:~~



:*

Amon disse...

hum..
gostei;;
nem sabia q o melq escrevia..
bom texto..
otima resposta
bjo
;)

lucianosousa disse...

reativei este meu blog.
vou parar de usar o outro.
:*